Arquiteta cria produtos com materiais que seriam descartados e incentiva a economia local

Ivone Rigobello é arquiteta – urbanista e há mais de 20 anos cria desde bolsas até tapetes reutilizando lona de caminhão e outros materiais que seriam descartados.

Desde pequena, Ivone e sua irmã brincavam e criavam roupas e objetos através de materiais disponíveis em sua cidade interiorana, mais especificamente em Mococa. Num lugar e época onde não havia tanto consumo e indústrias, era mais comum o trabalho artesanal. Foi assim da forma mais livre e simples possível que sua grande carreira começou!

Ivone aprendeu a dar asas a sua criatividade e deixar as coisas fluírem, um passo muito importante para o autoconhecimento, por isso é tão procurada pelas escolas, inclusive.

Com o tempo, o trabalho artesanal foi se aprimorando e com isso a busca por materiais também.

Para estampar seu trabalho, ela utiliza materiais exclusivos de fibras naturais como sisal, juta, palha de buriti – todas elas provenientes de cooperativas do Norte e Nordeste do Brasil.

Além do material, toda estamparia também é manual. Sua maior inspiração é o grafismo indígena brasileiro.

As estampas de Ivone não surgem por acaso, nas palavras dela:

“Quero explorar a diversidade da natureza e das suas diferentes leituras para emitir informações que,  por serem arquetípicas, falam ao inconsciente coletivo das pessoas,  não sendo a sua significação objetiva nem tampouco captável à primeira vista.”

Em seu ateliê “Arte de Criar”, em Mococa, busca reutilizar materiais como jornal velho, bandejas de isopor, tocos de madeira, vidros de azeitona e palmito, caixas de papelão, fios de sisal etc. para fazer carimbos, estampas e misturar cores.

A empreendedora têm difundido o pensamento de reaproveitar e reciclar materiais através de workshops que coordena nas principais capitais brasileiras, além de coordenar dois cursos online no site da EDUK.

Como se não bastasse, também desenvolve capacitações de comunidades que necessitam de alternativas para geração de renda. Recentemente realizou um trabalho no Mato Grosso do Sul com as etnias Ofaié e Guarani.

Seus produtos fazem muito sucesso no mercado de artesanatos sofisticados no Brasil, mas já alcançou o resto do mundo. Países principalmente europeus estão de olho nas novidades cheia de cores e personalidades da artesã.

Além de todo o cuidado com a reutilização dos materiais, com o despertar da criatividade e com os estudos de grafismo, a Ivone também é ativa no incentivo a economia local e colaborativa, por isso, faz parte da Feira da Mata e do Bazar de Quintal de sua cidade natal. Ela acredita que reutilizar recursos abundantes e locais junto com o compartilhamento de seus conhecimentos seja o início de um futuro mais ecológico e harmonioso.
Para acompanhar os cursos online e adquirir as peças produzidas por ela, basta acessar:

www.ivonerigobello.com.br

Comente aqui!

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *