Conheça um pouco mais sobre Zona de Raízes [ENTUPIMENTO]

Tive a oportunidade de passar estes últimos dias praticando voluntariado no espaço Terra Luminous e vim correndo no PorQueNão? para comentar um pouco sobre essa experiência. O Terra Luminous é um espaço focado em terapias alternativas e eficazes na cura espiritual e corporal das pessoas. Em finais de semana, diversos cursos rolam neste ambiente, desde comunicação não violenta a saneamento.

Este voluntariado envolveu um trabalho na área que tenho muita paixão, amo estudar e desenvolver projetos na área sanitária, principalmente quando se trata de Zonas de Raízes. Me emociona saber que pessoas, independentemente de cobranças governamentais, estão preocupadas e fazendo práticas que fomentam o desenvolvimento de saneamento e meio ambiente.

Zonas de Raízes é uma tecnologia que está ganhando muita atenção por seu baixo custo construtivo, operacional, pela possibilidade de agregar técnicas paisagísticas em sua concepção, e principalmente por sua alta eficiência no tratamento de esgoto. Esta técnica simula processos que ocorrem em áreas úmidas (brejos, pântanos e etc), locais onde o tratamento de esgoto ocorre de forma mais intensificada, ou seja, a junção entre o acumulo de água com a biodiversidade presente neste ecossistema, proporcionam uma degradação ótima de matéria orgânica e outros poluentes encontrados em esgotos.

Tubulação com acumulo de gorduras e sólidos.

Tubulação com acumulo de gorduras e sólidos.

Estes últimos dias me envolvi num projeto de colmatação que ocorreu numa Zona de Raízes. Colmatação é o termo técnico que pessoas da área de saneamento utilizam para falar sobre o entupimento que, inevitavelmente, ocorre nas tubulações e materiais de preenchimento (Brita, areia, bambu, entre outros) em Zonas de Raízes como mostra a figura ao lado. Este problema tem como consequencia a subida do esgoto nas tubulações e na própria Zonas de Raízes, trazendo como consequência maus cheiros e proliferação de doenças.

 

Processo de colmatação por sólidos em Zonas de Raízes

Processo de colmatação por sólidos em Zonas de Raízes

Estou aproveitando o espaço do PorQueNao? para comentar formas de adiar o processo de colmatação, porque sinceramente, vi nesses últimos dias a dor de cabeça que o pessoal da Luminous passou para consertar isto. Para se ter uma ideia tivemos de tirar toda a brita colmatada existente dentro do tanque de Zonas de Raízes manualmente (haja braço!), e substituindo-as por britas limpas. Todo o processo de retirar a brita, limpar o tanque e implementar um projeto mais aprimorado para a Zona de Raízes demorou mais de duas semanas!

Retirada de brita da Zona de Raízes.

Retirada de brita da Zona de Raízes.

O que acelera (e muito) o processo da colmatação são partículas mais sólidas e gorduras que estão presentes no esgoto. As formas mais comuns de eliminar estas substâncias antes de uma Zona de Raízes é o uso de outras tecnologias como caixas de gorduras, tanques sépticos e biodigestores (Devidamente dimensionados). No fundo de tanque sépticos e biodigestores, formam-se uma camada de lodo que deve ser retirada de tempos em tempos variando a cada tipo de projeto.

Taioba plantada em Zonas de Raízes preenchida com areia.

Taioba plantada em Zonas de Raízes preenchida com areia.

Outro fator que influência a colmatação é o tipo de material utilizado para preencher sua Zona de Raízes. Materiais mais finos, como areia, possuem maiores propensões a colmatação já que os espaços entre cada partícula de areia são menores do que os espaços entre britas por exemplo. Em contrapartida a areia tem maior capacidade de filtrar (é uma questão de avaliar como você quer seu projeto de Zona de Raízes antes). Recomendo fortemente evitar o uso de terra na Zona de Raízes!! Terra é o material com maior índice de colmatação.

Quando o projeto de Zonas de Raízes tiver propensões muito grandes, sempre é recomendável consultar especialistas na tecnologia. Afinal, existem diversos fatores que influenciam a colmatação, como por exemplo, o tipo de concepção adotada para sua Zona de Raízes.

Toda esta experiência me mostrou a importância de disseminar mais informações sobre tecnologias sociais. Acredito que podemos implementa-las de forma mais autônoma em locais onde saneamento ainda não existe. Juntos podemos transformar o cenário sanitário atual do Brasil!

Quer saber mais sobre colmatação? A dissertação de doutorado do meu antigo professor Mateus Pimentel de Matos, localizada no site da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), pode ajudar. Acesse o link.

Convido a todos dar uma olhadinha no site da Luminous para quem se interessou pelo espaço no link.

São essas experiências que nos enriquece. Ansioso por mais projetos em saneamento como este. É impossível se deixar de contaminar por o alto astral da galera!

São essas experiências que nos enriquece. Ansioso por mais projetos em saneamento como este. É impossível deixar de se contaminar pelo alto astral da galera!

Escrito por Danilo Noda Mariotto engenheiro ambiental e sanitarista formado pela Universidade Federal de Lavras. Ser apaixonado por tecnologias que vão mudar o cenário sanitário do mundo.

Comente aqui!

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *