Hortas urbanas e comunitárias dão vida às cidades. Saiba mais sobre como anda o movimento na Austrália.

Jardinando o Apocalipse

Quando primeiro ouvi falar do PorQueNão? bateu de cara aquela coceira imediata de mandar uma mensagem: Oi, caras, muito prazer, vamos fazer algo juntos?

Estou do outro lado do mundo, mas que é que há de mal? Vamos conversar aí.

Se eu estivesse no Brasil agora, ia querer estar fazendo exatamente o que esses caras estão fazendo, que é basicamente viajar esse país imenso em busca de alternativas que passem pelos pilares naturais do planeta, do homem, da mente. Projetos de economia, educação e de uma visão diferente, porque hey não estamos atrás de um PIB grandão, mas de vivermos bem, e juntos.

Concordo e assino embaixo por número, grau, gêneros e ForaTemers.

Daqui, tento fazer minha parte por desvendar caminhos novos, maneiras outras. Algumas respostas estão aí já há algum tempo. O que falta é olharmos para elas. Com atenção. E amor.

Por aqui também tem gente fazendo coisas incríveis. Espalhada pelas costas deste imenso pedaço de terra chamado Austrália há toda uma nova geração naturalista neo hippie sustentável e conectada que vive e vibra numa frequência outra daquela instalada hoje.

Moro numa cidade. Uma cidade grande chamada Melbourne. Mas mesmo aqui, na Babilônia, há exemplos infindáveis de pessoas que querem viver de outro jeito, criar umas galinhas, sujar as mãos, andar de bicicleta. And why not?, como dizem sempre aqui. É uma pergunta ótima.

Entre minhas atividades de estudo e que tais produzi um pequeno documentário tentando dar eco e abraçar alguns desses exemplos. A Vivi deu a ótima ideia de publicarmos aqui. Por que não?

É um prazer e me enche de orgulho que o projeto tenha passado pela ilha e conhecido o Quintais de Floripa. Mesmo à distância, a gente vibra com cada pequeno passo a frente —apesar de tantos dados pra trás— que esse país incrível dá.

Aqui vai o vídeo que dá voz à nova era:

 

Escrito por Dael Limaco

Comente aqui!

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *